12 de abr de 2010

César Olha no Espelho e vê Geddel. Parte II

César fechou com Geddel.
Não é possível que Wagner não soubesse que César e Geddel andavam conversando. O Senador, feito por ACM, publicizou isso em recente artigo publicado pelo Atarde e repercutido por todo PIG baiano. Nesse artigo César explicitou sua tática: sou de todos e não sou de ninguém. Se o Governador, estivesse um pouco atento, perceberia que César só olha para o próprio umbigo e não para o de Wagner. Nas articulações para prefeitura de Salvador, quando o PT foi pedir apoio a César, ele já tinha fechado apoio à candidatura de Grampinho. A articulação política do governador poderia ter evitado esse baile (Apoio de César a Geddel) se tivesse pressionado César para uma decisão a duas semanas atrás, quando se deu por certo, que o PR participaria da chapa Majoritária. Ao não pressionar César, para publicizar o seu apoio ao PT, o Governador permitiu que ele se articulasse com o PMDB e com o DEMO.
Este Blog não queria que César participasse da chapa Majoritária, mas também não desejava que o Governador Wagner fosse desprestigiado como foi , por partidos da base do governo Lula. Wagner precisa ouvir mais a militância do PT, e menos a articulação política do seu Governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário