2 de abr de 2010

Sucessão em um novo tempo.

Sucessão em um novo tempo

Jonas Paulo*
Sem dúvidas, respiramos um novo ar na Bahia e no Brasil e teremos uma sucessão presidencial, que, pela primeira vez, terá efeito decisivo nos rumos do nosso continente latino-americano e atrairá as atenções do planeta. A saída do FMI, a formação do Bric, a criação da Unasul e do bloco latino-americano e o reposicionamento dos fóruns internacionais nos colocaram na mesa de negociação das grandes questões do mundo de hoje.O nosso posicionamento com medidas anticíclicas e a diminuição da vulnerabilidade da nossa economia foram um marco no enfrentamento, em 2009, da crise terminal do neoliberalismo, com epicentro nos Estados Unidos. O mundo acompanhou e assinalou o nosso desempenho positivo.A falácia demo-tucana do binômio Estado mínimo/privatizações e divinização do mercado/ desregulamentação ruiu como um castelo de cartas, desmoronando o grande muro Wall Street, caindo a máscara da globalização financeirizada, que os sábios e poliglotas príncipes do tucanato nos vendiam pela mídia dócil aos seus desígnios como “verdade incontestável e destino inexorável da humanidade”.A compreensão de um novo papel do Estado, induzindo e regulamentando a economia, inibindo as desigualdades sociais e regionais, investindo em pesquisa, tecnologia, logística, infraestrutura e política energética é o diferencial, além da inserção soberana no mundo globalizado, falando uma só língua, a do povo brasileiro, e com tradutor, é lógico, “pois eles não falam o português”, diz Lula.A tese do mundo unipolar, com a supremacia absoluta no plano econômico, político, diplomático e militar dos EUA, que eles festejavam..., se foi. A disputa será de projetos que pautam o mundo pós-crise: o robustecimento do G-20, a débâcle do G-8, a reforma do Conselho de Segurança da ONU, o fortalecimento do papel da OMC, o debate sobre o protecionismo e a universalização do conhecimento e do saber tecnológico. São novos paradigmas que energizam o mundo, e com muito orgulho somos parte desse avanço.
*Presidente Estadual do PT.
Publicado no ATARDE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário