16 de mai de 2010

Irã Livre da ameaça stealth



Irã Livre da ameaça stealth.
Al jazzeira e Reuters informam que o Itamaraty conseguiu uma importante vitória ao entrar em acordo com o Irã sobre o enriquecimento de urânio. A tempos(2002) o Iraque foi acusado pelo EUA de produzirem armas de destruição em massa. Fez se a guerra e nada foi encontrado. Aliás encontraram Saddam e o mataram (enforcado) de maneira bárbara. O Iraque foi destruído, sua infra-estrutura foi dizimada por bombardeios stealth, dificílimos de serem detectados. Celso Amorim sabe disso, sabe também qual a foi verdadeira intenção dos EUA ao acusarem o Iraque de possuir armas de destruição em massa: assumir o controle da segunda maior reserva de petróleo do mundo, pois já tem o domínio sobre os campos sauditas ( as primeiras), fato que inclusive levou a Bin Laden, antigo “amigo” dos americanos, a declarar guerra contra o Império.
Lula sabe que o discurso dos EUA com relação ao Irã também pode levar ao conflito armado. Lula também sabe que o Brasil estabeleceu fortes relações comerciais com o Irã, assim como também tinha com o Iraque, Lula sabe que a humanidade e o Brasil só teriam a perder com sanções ao Irã, é um jogo que só os EUA ganham. Contudo, o Irã não é o Iraque, o Irã não está sob sanções, é um forte parceiro da Rússia no que tange a compra de armamentos. Dentre algumas importantes armas de dissuasão compradas pelo Irã, o Dendê destaca o S-300 sistemas de mísseis terra-ar capazes de fazer frente a uma campanha de bombardeios equivalente a realizada pelos EUA nas guerras do Oriente Médio. Amanhã quando o acordo for anunciado o Dendê publicará uma série de posts sobre os detalhes desta vitória da humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário